5 Minutos com Mariana Balbi
Por: Renato Dalzochio Jr
Em 10/07/2014
Principal nome feminino do motocross brasileiro avalia sua participação em uma etapa do Mundial da modalidade

A sessão “5 Minutos” está de volta e nesta semana nosso bate-papo foi com a mineira Mariana Balbi, principal nome feminino do motocross brasileiro na atualidade. Nos dias 21 e 22 de Junho, Mariana disputou a penúltima etapa do Campeonato Mundial de Motocross Feminino, em Teutschenthal, na Alemanha. Ela viajou acompanhada do irmão, Jorge Balbi Júnior (foto), e na entrevista abaixo avalia sua participação neste importante evento. Boa leitura!

 

Mariana, como surgiu à oportunidade de disputar a penúltima etapa do Mundial de Motocross Feminino na Alemanha?

Durante o GP Brasil, no Beto Carreiro, tive uma conversa com Píer Bottero, dono da empresa Sel, que faz a logística de transporte para o mundial e amigo do meu irmão há alguns anos. Ele ficou muito curioso, pois já me viu correndo na MX1, em 2009, em Canelinha e perguntou o porquê eu nunca tinha corrido no Mundial Feminino. Disse a ele que por falta de oportunidade, pois não conhecia muitas pessoas na Europa e foi aí que ele se dispôs a me ajudar, já que conhece muita gente e conseguiu uma moto e suporte da equipe Bud Racing. A Pro Tork, que é atualmente meu principal patrocinador, ficou super contente com a ideia e não hesitou em me apoiar.

 

Como foi o seu desempenho no fim de semana em Teutschenthal e como você avalia os resultados conquistados? Ficaram dentro das suas expectativas?

Consegui alcançar minha meta que era andar entre as cinco primeiras e fiquei muito feliz com o resultado! Principalmente com a primeira bateria, em que consegui liderar boa parte da prova e terminei em terceiro lugar. Já faziam dois anos que não disputava uma prova deste nível, a pista era muito técnica, bem diferente das que tenho corrido no Brasil.

 

Quais as principais diferenças entre as garotas que competem na Europa e as que você enfrentou no WMA nos EUA? Onde a competição é mais dura?

O nível das pilotos é bem próximo, acho que o diferencial talvez seja o estilo de pistas, já que no AMA a maioria delas tem um terreno mais macio e com muitos saltos, enquanto na Europa a maioria das pistas é de terreno mais duro e com saltos mais naturais, do jeito que eu gosto.

 

O seu irmão Jorge Balbi Júnior viajou junto com você. De que forma a presença dele te ajudou?

A presença dele foi essencial! A equipe que me deu suporte não tinha nenhum mecânico disponível e ele não pensou duas vezes antes de se oferecer para me ajudar! E posso garantir que dá aula pra muitos mecânicos por aí (risos)! Sabe acertar uma moto como ninguém. Além disso, ele é um ótimo treinador e me passou muitas dicas que me deram confiança durante a prova. Gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecê-lo, pois sempre me apoia nos meus sonhos e fez com que um deles se tornasse realidade, que era correr um Mundial Feminino.

 

Esta experiência no mundial feminino lhe deixou mais confiante para a sequência da temporada 2014 nas competições que você está disputando?

Com certeza me deixou mais confiante e mais motivada a continuar treinando. Na semana passada surgiu outro convite para correr lá fora, agora para a última etapa do campeonato, que irá acontecer na República Tcheca, nos dias 26 e 27 de julho. Embarco no dia 13 julho para Itália, onde irei fazer alguns treinos antes da prova. Estou muito feliz com o convite e espero poder representar meu país ainda melhor desta vez.

 

Mariana, muito obrigado pela entrevista e pra finalizar, o espaço é seu.

Gostaria de agradecer a Deus por esta oportunidade maravilhosa, a minha família e patrocinadores: Pro Tork, Kawasaki, Mobil, All Sign, Sel, Replay e a todos que torceram por mim deixo aqui o meu obrigada!!!

 

VEJA TAMBÉM:
5ª etapa Campeonato Brasileiro de Motocross: Trindade (GO) – Resultados de domingo
Em 07/11/2016
Fabinho Santos (MX2), Leo Cassarotti (MX Júnior) e o equatoriano Jetro Salazar (MX1) venceram em Trindade
AMA Supercross: Josh Grant assina com a equipe oficial Monster Energy Kawasaki
Em 19/03/2016
Notícia foi anunciada pelo próprio Grant em seu Instagram. Ele estreia neste sábado, no AMA Supercross em Detroit
Galeria: 3ª etapa Grand National Cross Country Series
Em 05/04/2016
Confira uma galeria com 79 fotos da 3ª etapa do GNCC, disputada no último domingo em Steele Creek
COMENTÁRIOS
Publicidade
America Sports
Copyright © 2013 CROSSCLUBE BRASIL. All rights reserved.